Carrinho 0

Fragmentos

RC Ballerini

R$ 20,00

RC Ballerini é, na acepção real da palavra, um verdadeiro artista. Quando não está pensando em formas ou maneiras artísticas, está produzindo e/ou fazendo arte, para si e para outros. Cineasta, músico, editor de vídeo, de som, de luz, produtor e realizador de espetáculos diversos, agora RC Ballerini envereda pela literatura nesta obra inaugural de seus escritos que parecem ter surgido de momentos solitários em que a cabeça força o ensimesmamento num mundo em que, a todo momento, a conectividade nos remete a mostrar aos outros e nunca contar a nós mesmos o que pensamos, o que sentimos, o que queremos.

Nestes escritos fragmentários, daí o título, que, mais do que autossugerido, como um sussurro é quase um destino trágico grego (daqueles em que mesmo que se tente escapar, acaba-se por conduzir-se a ele), Fragmentos revela um artista, um autor, um homem, uma pessoa, um pai revelando o olhar sobre um mundo que está lá, e que somente nos é possível ser evidenciado graças à visão única que o artista tem do mundo.

Fragmentos é um livro incomum. O próprio autor o classifica como “literatura de maluco”. Trata-se, mais do que tentar encaixar algo em algum parâmetro, justamente o contrário. Num primeiro momento, Fragmentos parece uma prosa poética com pitadas de insanidades, mas, enquanto as páginas vão passando e vamos nos acostumando ao estilo e fluidez de Ballerini, percebemos que são escritos feitos a partir de muita reflexão sobre o momento do autor. Alguns, inclusive, foram feitos em pedaços de papel que estavam disponíveis no momento, como guardanapos. E então vamos nos desvencilhando dos rótulos que nós mesmos nos impomos e passamos a aproveitar e nos deleitar com a escrita de Ballerini.

Ainda assim, os delírios de um eu poético preocupado com o tempo em que vive, com as amarras sociais e como ele pintaria o mundo se lhe fosse dada a oportunidade, nos são revelados por uma fina pena literária que, por vezes, surgem em formas e palavras inventadas ou criadas para aquilo mesmo que precisam dizer.

O livro, a exemplo de Cortazar, pode também ser lido em qualquer direção sem prejudicar seu entendimento final. Os Fragmentos, mesmo que pareçam desconectados, desconexos ou até sem fios condutores, foram escolhidos pelo autor para terem certa semelhança entre si, mais pelo fato de Ballerini saber da estranheza que causariam a si e a leitores e leitoras, mas também para manterem uma certa equidade estética, imprescindível ao autor.

Esperamos que tenham uma leitura aprazível e deleitosa.

 

O editor.

Formato: 21cm X 21cm
Páginas: 84 p.
Ano: 2019


Livros relacionados