Carrinho 0

E-Books

FEMINISMO EM MOVIMENTO (E-BOOK)
Lia Zanotta Machado


Feminismo em Movimento apresenta de forma clara e profunda os conflitos de gênero no Brasil. Com seu amplo e rico material de pesquisa e a segurança de alicerces teóricos. Lia Zanotta Machado percorre os intricados caminhos de temas polêmicos: o aborto, as desigualdades de gênero, a violência. Ao longo dessas páginas proporciona aos leitores um agudo processo de reflexão. Este livro que interessa a todas as pessoas cujo sentimento pelo próximo ainda não foi tragado pela entropia afetiva. Pretende, de forma clara, contribuir para a consciência e a ação consciente em face de um problema no qual se joga o futuro não apenas das mulheres, mas de toda a sociedade brasileira.

ISBN: 978-85-64857-30-8
Formato: e-book/e-pub
Ano: 2015
Págs.: 232

DISPONÍVEL PARA VENDA EM:
Kobo  /  WookAmazon /  La Feltrinelli /  Apple Store

____________________________________________

A GUERRA DA IDENTIDADE: ensaios latino-americanos (E-BOOK)
George de Cerqueira Leite Zarur

 Neste conjunto de cinco ensaios George Zarur aborda não somente temas cruciais à interpretação antropológica de matérias contemporâneas, como faz uma conclamação para que países latino-americanos reconsiderem sua história e balizem suas políticas de integração social em modelos que tenham por base experiências vividas, às vezes sangrentamente experimentadas, que rejeitem paradigmas racistas, em prol da construção da etnicidade libertária como categoria política. A distinção entre raça e etnia é ponto de partida fundamental. Longe de imaginar que o racismo esteja afastado de nosso horizonte, o autor faz as distinções necessárias e lógicas, onde ressalta que a etnia é a construção social da identidade e que raça é uma determinação biológica, instrumental para políticas de discriminação e segregação social. O Estado criou e cria as nações modernas, de acordo com dois modelos básicos: o Imperial (Estados Unidos e Inglaterra), onde há nações, povos, estados interiores, que têm no multiculturalismo sua estratégia de armistício entre seres que não se integram, realmente; e Republicano (França), onde há povo, nação e estado integrados pelos mesmos códigos, usos e cultura. Como a época é de enorme conflagração entre etnias é preciso sublinhar as razões dos fracassos, em ambos os casos. Daí a consideração da associação entre religião e identidade nacional, por exemplo, que explica a resistência de pessoas muçulmanas à globalização, sendo que nas Américas haveria três situações em que projetos culturais têm no centro a etnicidade como política: Estados Unidos, Brasil e Cuba. Uma excelente e provocante leitura!

ISBN: 978-85-64857-16-2
Formato: e-book/e-pub
Ano: 2014
Págs.: 136

DISPONÍVEL PARA VENDA EM:
KoboWookLa Feltrinelli / AmazonApple Store (iBooks Store) 

____________________________________________

SAÚDE PENITENCIÁRIA NO BRASIL: Plano e Política (E-BOOK)
Martinho Silva


O livro é fruto de uma pesquisa avaliativa com variados segmentos da comunidade prisional – trabalhadores, administradores, visitantes e, inclusive, ex-presidiários – ao longo de mais de um ano, cujos resultados subsidiaram a formulação da atual Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional. O autor destaca o papel da proteção à saúde no SUS em um cenário marcado por superlotação e insalubridade, para além da prevenção de doenças ou mesmo da promoção e recuperação da saúde. Essa obra pioneira sobre saúde penitenciária no Brasil demonstra a importância da intersetorialidade na construção de políticas públicas.
O autor faz uma análise das políticas existentes no âmbito da saúde penitenciária brasileira. Aborda a atenção à saúde das pessoas privadas de liberdade dentro de um contexto amplo, incluindo desde as dificuldades logísticas (transporte, internação) até as condições básicas de higiene, passando pelo financiamento das ações e serviços nas quais se encontram imersos aqueles que têm que lidar com as condições de segurança dentro das instituições carcerárias brasileiras, incluindo aí seus vários tipos, sejam as de segurança máxima ou as que atendem as pessoas com transtorno mental.

ISBN: 978-85-64857-19-3
Formato: e-book/e-pub
Ano: 2015
Págs.: 120

DISPONÍVEL PARA VENDA EM:

KoboAmazon / La Feltrinelli / Wook / Apple Store (iBooks Store)

____________________________________________

SOBREVIVENTE (E-BOOK)

Ronaldo Conde Aguiar


Sobreviver à imagem que se faz do pai, ao retrato que se fez da mãe. Sobreviver à mudança de cidade, à chegada ao bairro novo. Sobreviver ao infarto, ao cárcere; sobreviver à ditadura, aos ideais; sobreviver à memória.
Neste livro, Vitor perpassa sua vida desde a infância, refazendo na memória os passos possíveis. Estanca, volta ao presente para se recuperar, num fôlego, num rasgo de coração ao lembrar do pai, numa emoção ao se referir ao irmão. Os momentos felizes e inocentes da infância, os amores da adolescência, a coragem da juventude.
O Golpe de 64 faz tudo se modificar e a sobrevivência se faz também física, apesar das torturas, do medo e da solidão. Mas também faz um renascimento, uma nova vida, uma clandestinidade, novos amores.
Neste livro, Ronaldo conde Aguiar, traça um panorama de um passado recente que ainda traz cicatrizes, mágoas e dores para quem a viveu. Mas que também carrega lembranças boas, risadas e reflexões.
Uma mostra de que é possível e é preciso viver o presente sem deixar de pensar e acertar as contas com o passado. Pois o passado é aquilo que nos lembramos. E ocorreu.

ISBN: 978-85-64857-33-9
Formato: e-book/e-pub
Ano: 2016
Págs.: 211

DISPONÍVEL PARA VENDA EM:

Amazon / Kobo / La FeltrinelliApple Store (iBooks Store)

____________________________________________

O VERDADEIRO PROCESSO DO MENSALÃO: Ação Penal 470-STF (E-BOOK)
João Francisco Haas

Foi o mais longo julgamento da história da Suprema Corte do país. Transmitido pela TV Justiça e pela Globonews, (...) o julgamento do “mensalão” foi, sem dúvida, um julgamento jurídico-midiático. (…) menos para informar ao público e muito mais para formar uma opinião generalizada de que não apenas se tratava de uma ação penal onde réus estavam sendo julgados, mas para julgar e condenar um partido político. (…) o julgamento da AP 470, ou “mensalão”, foi objeto de uma disputa política, um julgamento que em muitos momentos pode ser considerado de exceção.
Sem a mínima consideração pelo direito constitucional da presunção de não-culpabilidade, ou de inocência, pela qual o acusado deve ser presumido inocente enquanto não houver condenação judicial definitiva, durante mais de sete anos a mídia acusou, julgou e condenou os réus da AP 470, sem nenhuma chance de defesa.
Neste livro, João Francisco Haas mostra, sobretudo, que não houve dinheiro público do Banco do Brasil no dito “mensalão”. (…) a tese do uso do dinheiro público desviado foi fundamental para a incriminação do núcleo político da AP 470.
Muito ainda terá que ser pesquisado e escrito sobre o que se conhece pelo “maior julgamento da história” para que a justiça seja feita num país em que a judicialização da política, o ativismo judicial e o poder midiático colocam em questão o Estado Democrático de Direito, com as graves violações que foram cometidas durante o julgamento da AP 470, bem como colocam em risco a própria democracia.

ISBN: 978-85-64857-26-1
Formato: e-book/e-pub
Ano: 2015
Págs.: 212

DISPONÍVEL PARA VENDA EM:

KoboWookAmazonLa FeltrinelliApple Store (iBooks Store)

____________________________________________

A CIDADE E O MEDO (E-BOOK)
Lia Zanotta Machado, Antonádia Monteiro Borges & Cristina Patriota de Moura (Orgs.)

Em grandes cidades o medo é parte do dia a dia. No contexto urbano não conhecemos a maior parte dos habitantes e não sabemos o que nos espreita na próxima esquina. Em sociedades globalizadas também não podemos controlar a imprevisibilidade dos ciclos econômicos e dos mercados, mas sabemos que podemos ser afetados por eles.
Este livro é uma coleção preciosa de artigos que, sob variados enfoques, abordam o medo nosso de cada dia. Escrito por cientistas sociais de diferentes países, ele analisa a questão do medo em diferentes continentes e sob muitos ângulos. É provavelmente a variedade de enfoques e situações que o tornam especialmente interessante. O leitor pode apreciar a obra como um todo, ou como capítulos avulsos que não perdem o sentido se lidos isoladamente.
Este é um livro que interessa a vários públicos. Aos estudiosos de fenômenos sociais, ele oferece diferentes visões sobre o medo enquanto fenômeno social, contribuindo, assim, para que se aprofunde seu estudo. Ao público mais amplo, fornece rico e esclarecedor panorama de um sentimento que nos acompanha no dia a dia.

ISBN: 978-85-64857-29-2
Formato: e-book/e-pub
Ano: 2015
Págs.: 184

DISPONÍVEL PARA VENDA EM:

Apple Store (iBooks Store)AmazonKoboWookLa Feltrinelli

____________________________________________

CULTURA POLÍTICA COMPARADA: democracia e mudanças econômicas: Brasil, Argentina e Chile (E-BOOK)
Henrique Carlos de Oliveira de Castro

Os processos de transição democrática de Brasil, Argentina e Chile foram distintos em intensidade e velocidade. No Brasil houve uma transição pactuada e a repressão não foi tão sangrenta como nos demais países. Por outro lado, o “milagre econômico” ofuscou a repressão e a falta de liberdades. Desta forma, se espera que os brasileiros tenham uma maior nostalgia da ditadura e uma postura mais autoritária porque o período militar é sentido como negativo.
O Chile, por sua vez, viu, durante a ditadura Pinochet, um crescimento econômico considerado exemplar, que seria um contraponto ao suposto caos econômico do final do governo Allende. Por outro lado, os chilenos parecem querer esquecer o período militar, mesmo tendo sido um dos mais sanguinários da América Latina. Desta forma, os fenômenos acima podem ter influenciado no sentido de um aumento na postura autoritária de chilenos e em uma certa nostalgia da ditadura.
Já em relação à Argentina, a ruptura com a ditadura, coerente com a cultura política do país, foi drástica, com ulteriores reflexos na negação do regime militar e na permanente tentativa de punição dos culpados. Não se espera de um argentino uma posição de conformismo ou de esquecimento do passado. Mesmo que a história da Argentina seja permeada por uma série de golpes militares e a organização do Estado se tenha dado pela construção de uma ordem conservadora, os argentinos não parecem perdoar os militares por seus atos. Assim, espera-se que os argentinos possuam a menor nostalgia da ditadura e uma postura menos autoritária em comparação aos dois outros países.

ISBN: 978-85-64857-17-9
Formato: e-book/e-pub
Ano: 2014
Págs.: 140

DISPONÍVEL PARA VENDA EM:

KoboWookLa FeltrinelliAmazonApple Store (iBooks Store)

____________________________________________

UM APRENDIZ DE QUIXOTE: memórias de um arruá (E-BOOK)
Rogério Cezar de Cerqueira Leite

aprendiz_quixote_rogerio_cerqueira_leiteA biografia de um grande cientista, criador de grandes instituições científicas brasileiras. Além disso, um trabalho emocionante, bem escrito, divertido, bem humorado, mesclando uma história de vida com a construção da ciência brasileira, sempre a perigo. Sem Rogério Cezar de Cerqueira Leite, provavelmente não teríamos cientistas no Brasil.

ISBN: 978-8564-857-36-0
Formato: e-book
Ano: 2016
Págs.: 194

DISPONÍVEL PARA VENDA EM:

Amazon / Kobo / Wook / La Feltrinelli 

____________________________________________

PODER E ESPORTE: política internacional e mudanças globais (E-BOOK)                                                                                             Henrique Carlos de Oliveira de Castro, Sonia Ranincheski & Luiz Gustavo Mello Grohmann (Orgs.)

Os eventos da política internacional indicam que os grupos que detêm o controle global estão usando de todos os expedientes e temáticas para manter o seu domínio. Neste livro propomos a discussão da hipótese de que esteja em curso um processo de globalização ideológica a partir de um fenômeno tão antigo quanto a própria sociedade tal como a conhecemos hoje: o esporte. Estudos sociológicos sobre o perfil cultural do esporte foram desenvolvidos e demonstraram como a profissionalização e a comercialização de jogos estimulam as emoções patrióticas fortes nas equipes nacionais e o culto à personalidade e a criação de heróis desportivos. O avanço das mídias, iniciado com a radiodifusão das competições, transformou os esportes em eventos de massas e desportistas em estrelas, ícones da cultura popular. Na história da humanidade o esporte desempenhou um elemento agregador e simbólico e, contemporaneamente, não parece ser diferente. As competições esportivas, jogos olímpicos, copas mundiais de futebol, torneios internacionais, enfim, os mais diversos campeonatos internacionais, tornaram-se mercadoria e uma poderosa indústria. Mais além das questões estritamente ligadas às suas manifestações sociais e econômicas, e talvez justamente por elas, o esporte possui um componente altamente político, não sendo poucos os exemplos em que política e esporte se confundiram e se reforçaram. O esporte é uma dimensão a ser explicada no contexto das Relações Internacionais, mas o tema ainda é menos considerado nessa área do conhecimento do que em outras das ciências sociais, que estudam e analisam o esporte como manifestação e fenômeno social de massa e importante elemento da cultura da modernidade.

ISBN: 978-85-64857-28-5
Formato: e-book
Ano: 2015
Págs.: 176

DISPONÍVEL PARA VENDA EM:

Amazon / Kobo / Wook / La Feltrinelli

____________________________________________