Carrinho 0
Cabeça de Papel

Cabeça de Papel

Paulo Francis

R$ 35,00

"Nosso mundo é insano e corrupto, não importa o ângulo de visão, e não pode ser analisado ou compreendido, só experimentado, fragmentariamente, no varejo de nossas sensações e emoções. Os modelos sociológicos, o babalaô individual etc. não alteram a certeza nervosa, central, de que vivemos um apocalipse."

Escrito a 40°C e 300 Km/h, com a memória e a pena do delírio e a inteligência mais lúcida, Cabeça de Papel é o registro visceral de um Brasil em ponto de transição e uma profecia realizada do que daí se seguiria. A trama ambienta-se na Zona Sul carioca, no perímetro situado entre o Leme e o Lebon. Seus personagens pertencem à classe dirigente: são banqueiros, grandes industriais, donos de jornal, colunáveis, intelectuais. O narrador é Hugo Mann, crítico de cinema e ex-trotskista. O personagem principal é Paulo Hesse, editor de um grande jornal conservador carioca que.antes de 1964, era um colunista de extrema esquerda. O acontecimento-chave é o golpe militar, trauma em torno do qual catalizou-se a atenção e a ação desse grupo extremamente politizado de personagens.

"O napalm literário paulo franciscano não deixa pedro sobre pedra sobre os inimigos do povo, no Brasyl e no mundo." (Glauber Rocha)

"Quem estiver vivo tem que o ler, para saber o que é uma franja do Brasil que cafunga e vive de porre... Quem não o ler vai preso pro quartel, como dizem os versinhos infantis dos quais saiu o título desse romance que não tem infância." (Otto Lara Resende)

Com prefácio de José Onofre...

 

Formato: 14cm x 21cm

Ano: 2002

Págs.: 240



Livros relacionados